Serra Fina

Serra Fina

A Serra Fina está localizada na enorme Serra da Mantiqueira e tal como é conhecida hoje era pouco praticada até os anos 90, é uma empreitada bastante difícil e tradicionalmente realizada em 04 dias de caminhada, estilo expedição ou em menos dias, mais leve. Optamos pela de 3 ou 4 dias.  Em feriados prolongados pode-se encontrar muitos aventureiros nessa região, o que torna a logística ainda mais complexa.

No ano de 2000 foi descoberto em seu maciço a 4ª maior Montanha do Brasil, a Pedra da Mina com 2.798m de altitude. Além dela, há outros picos altos que formam esta serra, tendo como os principais: o Capim Amarelo com 2.491m e o Três Estados com 2.656m.

Existem três rotas que nos levam até o cume da Pedra da Mina: a norte chamada de Paiolinho, a sul chamada de Toca do Lobo e a leste chamada de Pierre.

A travessia completa se faz dos pontos mais extremos da serra que são as rotas Sul e Leste, podendo-se fazer nos dois sentidos, ou também a meia travessia utilizando a rota do Paiolinho. Que pode ser um ponto de fuga de acordo com clima e condições dos participantes.

Esta travessia é a grande oportunidade de conhecer alguns dos maiores picos do Brasil. Se avista ao longe o parque mais antigo do Brasil, o PNI, Parque Nacional do Itatiaia.

Um dos melhores treinamentos específicos no Brasil para quem almeja realizar Expedições em Alta Montanha. Algumas características desta atividade sao muito semelhantes as que encontramos em montanhas isoladas de 5 a 7 mil metros de altitude, como o Monte Aconcagua, por exemplo, no auge dos seus 6.962 metros do nível do mar, além de desenvolver bastante autonomia e uma intensa experiência em montanha.

Algumas similaridades das grandes expedições com a Travessia Serra Fina:

Carregamos mochilas com até 18kg, se considerarmos equipamentos + água; Importante desenvolver hábitos minimalistas.

São pelo menos 4 litros de autonomia de água alguns dias do percurso, já que trata-se de região seca da Mantiqueira;

Acampamos todos as noites;

Cozinhamos as próprias refeições, portanto cardápio mais reduzidos e inteligentes;

Desenvolvemos espírito de equipe já que há ajuda mutua durante todo o percurso;

Nosso trajeto inclui muitas subidas e descidas;

Nossa atuação deve ser calcada na preservação do ambiente deixando igual ou melhor ao que encontramos;

Não temos acesso à banhos, portanto a higienização é baseada em lenços umedecidos;

O banheiro é natural/natureza;

Capacidades físicas como força, flexibilidade e resistência muscular são muito solicitadas, portanto é fundamental excelente condicionamento;

Há variação de temperatura intensa durante dia e noite.

Utilizamos “Shit Tube” ou seja, trazemos tudo de volta, deixando o minimo de impacto na Serra.

Trabalhamos com parceiros locais da melhor qualidade em guiada e hospedagem da região.

A Grade 6 é pioneira nessa área e vem desenvolvendo atividades ligadas ao montanhismo desde 1994.

 

Você também pode gostar do roteiro Agulhas e Prateleiras.

Conheça os benefícios da Osteopatia com o especialista Thiago Lacerda.

Itinerário

1º Dia – Chegada à Itanhandu.

Pernoite em pousada.

2º Dia – Acampamento 01 – Alto do Capim Amarelo.

Inicio da travessia vinda do lado sudoeste do maciço. O acesso à trilha será feito pela SP 052 que liga a cidade de Cruzeiro a Passa Quatro. O início da trilha será feito pela manhã, por volta das 08 horas, a partir da Toca do Lobo, um local onde acaba a estrada do bairro Pinheirinho. A caminhada se inicia cruzando um córrego até virar um espigão e tomar o sentido leste. Com 1:30 horas de caminhada encontraremos a ultima água, após abastecimento dos litros vazios iniciaremos uma subida através de uma bela crista fina que nos levará em 4 horas ao Alto do Capim Amarelo (2.509m) onde faremos nosso primeiro acampamento. Temos mais opções de acampamento, de acordo com o grupo.

3º Dia – Acampamento 02 – Capim Amarelo > Pedra da Mina

Após admirarmos o nascer do sol e saborearmos um café da manhã reforçado de frente com o Pico dos Marins, iniciaremos nossa caminhada pela fina crista a noroeste, já observando o 4º maior pico do Brasil, a Pedra da Mina (2.787m). Neste dia teremos que racionar água pois encontraremos apenas no 2º Acampamento. Após aproximadamente 8 horas chegaremos no acampamento da Asa (local com água) para um possível pernoite. Dependendo das horas do dia e das condições do grupo, iremos continuar a caminhada até o cume da Pedra da Mina onde faremos uma pausa para fotos e descermos ao vale Ruah somando aproximadamente 3 horas mais de caminhada. O Vale Ruah é um perfeito local para acampamento, bem amplo, com água e protegido. Neste local nasce o Rio Verde. Temos opções

4º Dia – Acampamento 03 – Pedra da Mina > 3 Estados

Neste dia faremos nossa refeição logo cedo para continuarmos sentido leste a nossa caminhada. Após acompanharmos o leito do Rio Verde, tomaremos um espigão a direita após o encachoeiramento do córrego. Seguiremos por uma crista fina até atingirmos o Cupim do Boi (2.542m), um perfeito cume que já avista-se todo o Planalto do Itatiaia. A nordeste poderemos observar o grande maciço do Cabeça de Touro e a noroeste a grande formação do Pico dos 3 Estados (2.660m). Após admiração de toda paisagem e descanso iremos embrenhar em uma mata densa de bambuzinhos e galgar os últimos metros até o cume dos 3 Estados para fazer o nosso último pernoite na Serra.

5º Dia – Resgate – Pierre

Neste último dia, desceremos a encosta do 3 Estados e tomaremos mais um cume, o Alto dos Ivos (2.660m) local com vista privilegiada do planalto do Itatiaia onde se destaca o Agulhas Negras (2.787m). Depois deste cume praticamente desceremos até o nosso destino, o sítio do Pierre. Provavelmente levaremos 5:30 de descida pela crista sudoeste admirando o Picu, montanha tradicional de escalada da cidade de Itamonte. Na Fazenda Ecológica Engenho de Serra (Pierre /1.544m) nosso resgate estará nos esperando.

O pacote inclui

  • Guias especializado local
  • Seguro aventura
  • Auxilio para compra de equipamento e conferencia de equipamento antes da saída
  • Primeiros socorros coletivo
  • Pernoite no El Refugio (Itanhandu/MG) – quarto alojamento - no retorno da travessia podemos tomar banho e desfrutar de um café com bolo antes de partir para nossas cidades.
  • Transporte (Resgate) no final da trilha

Seguro Aventura

  • Morte Acidental - R$30 mil
  • Invalidez Permanente por acidente - R$30 mil
  • Despesas Médico - Hospitalares - R$5 mil
  • Coffee Break na aula teórica (1° dia)
  • 01 noite no Abrigo de Montanha

O pacote não inclui

  • Transporte à Itanhandu/MG
  • Equipamentos de camping individuais (saco de dormir, isolante, talheres e vestimentas) e coletivos (barracas e fogareiro/paneleiro)
  • Alimentação (cardápio sugerido pela Grade6: consulte)
  • Alimentações e bebidas durante os deslocamentos
  • Medicamentos pessoais
  • Equipamentos pessoais

Próximas Datas

Sob Consulta

Classificação do Roteiro

Dificuldade Técnica: Pouca

Intensidade Física: Pesada

Altitude: Baixa